Tive mais uma crise renal na faculdade. Na época, eu estudava em Jaboticabal tinha aula de microbiologia, trabalhando com cultura de bactérias em placas de Petri e uma dessas culturas foi da E. coli. No fim de semana, eu fui no hospital e me deram remédios para cólica renal e logo passou a dor aguda. Mas durante a semana, a dor me incomodava o dia todo e logo percebi que não era uma cólica renal comum.  No fim de semana seguinte, fui pra casa dos meus pais em Jundiai. Foram 6 horas  de ônibus, e quando cheguei já era tarde da noite e resolvi não ir ao médico. Eu tremia na cama e logo na manhã seguinte fui pro hospital. Fizemos os exames de sangue e o medico viu que eu estava com uma grave infecção. Os linfócitos  e leucócitos estava muito alterados e do PS fui direto pra especialista em rim. Ele me internou imediatamente quando viu os resultados e no hospital começou o problema. Eu estava simplesmente tremendo junto com a cama. Minha glicemia foi pra 265, pressão arterial 16/10 e 40 graus de temperatura. Comecei a delirar e desmaiei por algumas horas.  Após acordar, entrei em cirurgia de emergência, depois que o raio x constatou um cálculo parado na uretra. Fiz a cirurgia e tudo foi se acertando. Foi diagnosticado que minha infecção foi causada pela E. coli. Fiquei internada uma semana para recuperação. Minha hemoglobina é baixa devido à  talassemia, mas por causa da infecção, ela estava em torno de 7, e isso atrasou também minha recuperação pois sentia muita falta de ar, só de levantar da cama pra sentar. Hoje, devido a esse problema grave, faço controle anual com o meu médico.

Leave A Comment