Final do ano em dezembro de 2017 percebi que minha urina estava com um cheiro muito forte, mais como eu não estava com dor nem nada, pensei que estava tomando pouca água, comecei a me policiar mais pra tomar mais água, o dia que tomava água não tinha cheiro e quando não tomava tinha um cheiro muito forte… então segui tomando água.. No dia 06/01/2018 fui visitar o meu irmão, quando foi 23:00 Eu comecei a ter dor, pensei que fosse dor de barriga, fui no banheiro e não era, como tenho pedra  no rim pensei que fosse ela querendo sair, tomei remédio e fui dormir, acordei 6 horas com dor e calafrios, tomei outro remédio e deitei, acordei 9 horas bem..fomos passear no shopping e quando por volta do meio dia comecei a me sentir exausta, uma canseira, comecei a ficar frio e então fui embora e tomei outro remédio e fui deitar acordei as 20:00 com meu marido me chamando pra comer, estava sem fome mais ele insistiu e eu comi um pouco..o calafrio voltou, tomei mais um remédio e voltei a dormir, 23:00 meu marido me acordou querendo me levar ao hospital e eu disse que já estava melhor e disse que se não melhorasse iria ao hospital de manhã..dormi..quando acordamos pra ir trabalhar eu já estava melhor, mais ele insistiu pra mim ir ao hospital, ligou pra minha mãe me acompanhar nos deixou lá é foi trabalhar…
Dia 08/01/2018 Cheguei no hospital por volta das 8:00..fiz a ficha, triagem, consultório a médica me examinou e disse que meus batimentos estavam um pouco acelerados..me pediu exame de sangue, urina e ultrassom, passou um soro…
Fiz tudo e voltei no consultório por volta das 11:30/12:00…
Ela viu o ultrassom disse que estava normal..que tinha pedra mais que não estava saindo
Viu o resultado do exame de urina e disse eu estava com uma infecçãozonapielonefrite
Viu o exame de sangue e arregalou os olhos
Pediu pra mim aguardar lá fora pra ela ir conversar com um especialista e ver o que eles iriam fazer, sai da sala pra aguardar
No que eu saí já veio 4 enfermeiras e um enfermeiro me chamando e tirando meus brincos e colar, uma outra foi puxando a minha mãe e falando pra ela ir fazer a minha internação que eu estava subindo pra UTI, me levaram pra uma sala, já colocaram sonda e medição e eu sem entender nada, ninguém me falava nada, até que a médica chegou e disse que conversou com o especialista que disse que eu estava com SEPSE e que tinha que ir imediatamente pra UTI se não iria morrer, pediu desculpa por não ter falado comigo na sala mais que o tratamento tinha que começar o quanto antes..minha mãe chegou e só deu tempo de falar pra ela não se preocupa que eu estava bem e já me levaram pra UTI, aplicaram aquela injeção horrorosa na barriga(anticoagulante)vinham me picar a cada horas pra fazer exames e ver a glicemia, temperatura..meu coração estava a 170..fiquei 3 dias na UTI e mais 2 no quarto… não tive complicações pois fui diagnosticada no começo..
Estou em processo de recuperação ainda, refazendo os exames periodicamente e ainda não estou 100% me canso muito, meu coração ainda está um pouco acelerado, mais graças a Deus estou viva e sem seqüelas.

Deixe um comentário